É hora de virar a página e fazer um Plano de Carreira?

O que levar em consideração quando a mudança é necessária?

Das 24 horas que temos todos os dias, investimos a maior parte do nosso tempo útil no trabalho. Por mais simples que seja a função que desempenhamos, passamos mais tempo com nossos projetos profissionais do que com nós mesmo ou com a nossa família. Por isso, é natural que falemos (e muito) sobre trabalho. Com este cenário, como falar a respeito de um plano de carreira?

Mas me diz uma coisa: o seu emprego te aborrece ou te inspira?

Talvez ao responder esta pergunta para você mesmo você esteja definindo o restante da sua carreira daqui para frente.

E neste contexto, quantas vezes você não se flagrou reclamando para amigos ou familiares do seu trabalho, que está sobrecarregado, que está cansado do emprego ou que não aguenta mais o seu chefe e que tem vontade de arremessar ele a quilômetros de distância?

Parece que nada mais faz sentido no trabalho que você executou anos! Mas não é tão simples assim. Estamos em uma crise ferrenha, com milhões e milhões de desempregados e a hora exige mais prudência do que assumir riscos. Então, o que fazer?

Para que seja uma decisão acertada, é muito importante que você tenha claro o que te faz sentido, o que realmente gostaria de fazer, saber aquilo que você não quer mais para sua vida e o porquê de tudo isso.

Esta reflexão leva tempo e tem que estar bem amadurecida para que os seus novos desafios sejam superados. A única certeza que existe é que esta transição não será fácil. Você vai sair da sua zona de conforto, vai deixar de fazer as atividades no automático, vai começar a se questionar se tudo, qualquer passo que percorre, está correto.

Este é um processo natural para aqueles que estão empreendendo. Isso mesmo! Mesmo que você galgue outra posição ou seja empregado em uma nova empresa, você está empreendendo na sua vida pessoal e produzindo resultados diferentes daqueles que estava habituado a ter.

Um novo ciclo começa de frio na barriga, de empenho máximo para que seu avião decole da pista e de busca de novos conhecimentos que o ajudem ampliar a perspectiva dos resultados que está buscando. E esta situação vai ocorrer se trocar de empresa, se trocar de área de trabalho na mesma empresa, se decidir ser autônomo, se decidir ter seu próprio negócio ou simplesmente decidir se é hora de parar.

Lembre-se, quando falamos sobre transição de carreira existem inúmeras possibilidades. O que tem que estar explícito aqui é que você vai novamente voltar a utilizar o seu potencial. E quanto maior for seu desafio, mais você vai se desafiar.

Ainda, pode ser que esta mudança não seja a final. Isso significa dizer que este primeiro passo pode trazer resultados não satisfatórios que faça você se mexer mais um pouco até chegar naquilo que realmente você quer.

Por isso, tenha sempre em mente: Continue seguindo em frente.

Não importa a tempestade que esteja passando, não importa se naquele momento não está gozando de felicidade, não importa se ainda não conquistou o que queria. Para chegar lá, continue seguindo em frente, porque a única certeza de que se tem é de que o momento que está vivendo, vai passar.

O mais importante da jornada é a própria jornada. Faça seu plano de carreira e pense se não é este o momento de encerrar um ciclo e virar a página da sua carreira.